Dinâmicas de Grupo são ferramentas utilizadas para se avaliar, detectar, reforçar, destacar ou ensinar aspectos comportamentais e de conhecimento dos participantes. Poderiamos entendê-las facilmente se as associarmos, de forma ampla, a jogos em grupo, os quais conduzem os participantes a determinadas situações onde suas atitudes serão colocadas a prova, sejam elas no ambito físico, interlectual, afetivo, social, espiritual ou do caráter. Embora sejam tratadas (muitas vezes erroneamente) de forma coletiva, trata-se de uma ferramenta de avaliação individual. Aplicadas em ambientes fechados ou ar livre, podem ser classificadas tematicamente quanto aos objetivos que se pretendem alcançar, como por exemplo: Pró-atividade, Flexibilidade, Criatividade, Inovação, Organização, Comunicação, Comunicação Verbal, Comunicação Não-verbal, Confiança no Próximo, Foco em Resultados, Ousadia, Planejamento, entre muitas outras.

7 Dinâmicas de Grupo rápidas e fáceis

Abraço Musical Compartilhar no WhatsApp

O facilitador irá informar que, ao iniciar a música, todos deverão dançar aleatoriamente pelo espaço. Assim que a música parar o facilitador estará com um cartaz onde constará um número (de 1 a 10). Conforme o número exibido os participantes irão se abraçar em duplas, trios, quartetos, quintetos, etc. Reinicia-se a música e todos voltam a dançar. O facilitador volta a parar a música exibindo outro cartaz.  Ao final o facilitador irá exibir o cartaz escrito "TODOS" e o grupo inteiro irá se unir em um grande abraço.

Apitar e Pular Compartilhar no WhatsApp

Os participantes formam um círculo. O facilitador informa que, se der um único apito, todos deverão dar um pulo para a direita no mesmo tempo. Se forem dois apitos o pulo deverá ser para a esquerda. Deve-se enfatizar a necessidade de sincronismo e cuidado com o colega ao seu lado. Após algumas rodadas o faciltiador pede que todos deem as mãos e informa todos deverão pular da mesma maneira que a inicial, porém sem soltar as mãos. Novamente, após algumas rodadas, o faciltiador pede que todos fiquem abraçados pelas cinturas, o que criará maior dificuldade. Iniciam-se então os apitos da mesma forma, onde todos deverão pular de forma sincronizada e sem pisar em ninguém. Ao término o facilitador poderá, se for o caso, abrir uma discussão sobre a importância do trabalho em equipe, do respeitar o espaço do outro, entre outros.

Bexiga dos Pensamentos Compartilhar no WhatsApp

O facilitador irá explicar que, ao encher sua bexiga, cada participante irá preenchê-la mentalmente com os pensamentos, desejos e intenções para esse encontro/trabalho/oficina (ou também para a vida). O facilitador irá colocar uma música inspiradora ou animada e pedirá que os participantes lancem suas bexigas para o alto, dançando e não deixando que esta venha ao chão pois seus valores, desejos e intenções estão dentro dela. É necessário enfatizar o zelo que se deve ter com seus valores e que não se deve chutá-los (no caso chutar a bexiga). Ao se parar a música todos deverão estourar suas bexigas e se abraçar. Finalizar-se com uma discussão dirigida sobre o cuidado que cada um teve ao lançar as bexigas, se existiu zelo e cuidado com os valores e, ao mesmo tempo, fazer um paralelo com a vida.

Cara a Cara Compartilhar no WhatsApp

O facilitador forma um círculo com o participantes que formam uma dupla colocando-se frente a frente. Em seguida, o facilitador ou algum participante se coloca no centro do círculo e todas as vezes que disser: "Cara a cara", todos os jogadores do círculo ficam frente a frente. Tão logo o facilitador disser: "De costas a costas", todos procuram formar a dupla ou o par, colocando-se com as costas juntas. Assim que o facilitador disser : "Todos mudam", os participantes procuram formar um novo par. Quem estiver sem par ou sem dupla irá animar/conduzir o jogo no centro do círculo.

Círculo Refeito Compartilhar no WhatsApp

O facilitador pede aos participantes que formem  um círculo, em pé. Pede então que, um por vez, cada participante faça um som (com a boca, pé, mão, etc) característico de forma que todo o grupo ouça. Nenhum participante poderá fazer um som igual a outro que já tenha sido feito. O facilitador pergunta se todos ouviram os ruídos da esquerda e direita e, se necessário, pode pedir que repitam, pela ordem, os sons. Pede-se então que os participantes andem pela sala misturando-se. Ao pararem o facilitador distribui vendas e pede que um auxilie o outro a colocar a venda. Após todos estarem devidamente vendados o facilitador pede que os participantes reconstruam o círculo, na posição em que se encontravam, localizando os ruídos certos e indo na direção deles.

Encontre o Amigo Compartilhar no WhatsApp

O participantes formam um circulo, onde o facilitador os numera como 1, 2, 1, 2.... alternadamente. Aqueles que forem número 2 formam um circulo mais interno ao original. Os número 1 continuam no circulo original. Formar-se-ão desta forma dois círculos, um dentro do outro. Pede-se então que número 2 (círculo interno) dêem um passo à direita, posicionando-se na frente de um colega do círculo externo. Cara um terá o seu par correspondente no círculo interno e vice-versa. Caso o número de participantes seja ímpar, dois do círculo interno ou externo, formarão um trio com o que estiver no outro círculo. Ao dar-se um apito todos os parcipantes do círculo externo irão começar a andar rapidamente no sentido horário equanto que os do círculo interno andarão no sentido anti-horário. O ideal é que o espaço dentro do círculo interno seja grande (pelo menos uns 3 metros de diâmetro). Ao soar-se outro apito os participantes deverão correr na direção do seu amigo (aquele que estava à sua frente ou atrás de si), abraça-lo fortemente e agacharem-se (de cócoras). Se forem em número ímpar, haverá um trio se abraçando e agachando também. Normalmente se forma uma confusào após o segundo apito, com trombadas e corre corre. Obviamente, enquanto giram todos ficaram de olho no seu amigo do outro círculo mas, o facilitador, para complicar, dará o apito, na maioria das vezes, quando os pares estiverem o mais opostos possíveis dentro dos círculos. De três a quatro rodadas é o suficiente para animar o grupo e não perder a graça da dinâmica. Ao final, caso seja pertinente, pode-se conduzir uma discussão sobre a amizade, a distância da vida moderna, etc.

Movimentos Circulares Compartilhar no WhatsApp

Os participantes formam um semi-círculo, sendo que o facilitador irá se posicionar na abertura deste, de forma que todos possam vê-lo. Explica-se os movimentos que deverão fazer: com a mão direita espalmada e à frente da barriga, fazendo um movimento circular horário, sem encostar na roupa. A mão esquerda estará espalmada sobre a cabeça, sem tocá-la, e fará um movimento circular anti-horário. Juntando-se aos movimentos os participantes deverão dizer, repetidamente:  "nem fome, nem sono, nem fome, nem sono..." (ou qualquer outra combinação de palavras que o facilitador julgue necessário). Ao sinal de início todos começam os movimentos com as mãos e repetem a frase acima. A um gesto (combinado previamente pelo facilitador) os movimentos das não deverão inverter as mãos de lugar, porém, mantendo os movimentos de cada mão no sentido em que estas iniciaram, ou seja, a mão direita continua fazendo movimento no sentido horário. Após uns 30 segundos o facilitador irá fazer uma contagem regressiva com os dedos das mãos: três, dois, um. Quando a mão do facilitador estiver com todos os dedos fechados (zero) todos se sentam ao mesmo tempo (isto também deverá ser combinado previamente). Pode-se repedir uma ou duas vezes até que o grupo consiga maior perfeição nos movimentos. O facilitador poderá observar, durante a dinâmica, se o grupo consegue se integrar e se os partipantes estão relaxando e se descontraindo. Esta dinâmica pode ser realizada com grandes grupos e também em auditório.

Clique aqui para dinâmicas...